quarta-feira, 23 de junho de 2010

Junino.

quer o fogo cuspir alto
tão mais alto que a clareza noturna daquelas mil estrelas
os barulhos
os entulhos nas fogueiras
e aquele ar de feriado nordestino

entre bandeirolas:

En Avant, Tout - En Arrière!!!

uns vivas a mil
dos mil santos e dos nordestes lá do sul
o colorido vasto em melodia rasta o pé
colado em fé
no chão de azul
cor de infinito

trilha de sons de sanfona
e suor.

3 comentários:

Nobre. disse...

"Tá começando a brincadeira... Nosso balão vai incendiar! Nosso balãão vai! Nosso balãão vai! Nosso balão vai estourar!"

=}

Arthur Dantas disse...

dan dan como te admiro poeta!

FILIPE ELOY disse...

Ê poesia boa! Que beleza, cara!!!

Continua escrevendo!

abraço

Filipe Eloy
http://tantoquetransborda.blogspot.com