terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

Vou virar blues!

Vou virar blues,
com toda a luz sobreposta
os lamentos mais fulminantes...
fumaça no palco e o sopro do sax.

Danilo Cândido.

7 comentários:

Nobre Epígono disse...

Vire quase tudo. Contanto que vire...

=]

Um abraço forte, Dan. E "merci" pelo comentário, hunf!

=DD

Mr. Ziggy disse...

Vira sim! Mas tem que ressoar bem pra gente ouvir e ter vontade de virar blues tb! Abraço!

Mr. Ziggy disse...

Cara, andei lendo seus outros poemas. Pô, vai me desculpar, mas eu vou ter que te linkar aqui. Gostei demás, porque mandas muito em nos versos! Inté.

Juliana Caribé disse...

Adoro sopro de sax... É um lamento triste, mas lindo.

Keidy Lee Jones disse...

Amo o que você escreve.

=)

Frau Dias disse...

eu queria virar jazz ;)

Clara Mazini disse...

Blues. O próprio nome já é tão carregado de sentimento. Vida boa, então...