sexta-feira, 23 de fevereiro de 2007

COLORIDO

É dia! Pois não, Bom dia!
É dia pra um café...
É hora pra de pé se pôr
É o cheiro da flor...
É o amor em cor...tão colorido
É ou são...sorrisos teus
Em lábios espessos
Que nos meus tão juntos, beijos se fazem...
Bom Dia?!...pois não é mais dia...
De tantos beijos, se fez a noite...
É noite!...pra mais um café
Um dedo de prosa lá fora de casa
Um vento sem hora que assobia...
Teus lábios, sorrisos inda se fazem
É hora pra deitar os sonhos
No som suspiro...ouvidos...de perto
Sumimos nós em cores, no preto da noite
Com o cheiro da flor, o amor em cor
Tão colorido...


Copyright © 2007 by Danilo Cândido Todos os direitos reservados ao autor

3 comentários:

izac disse...

Gente a cada poema(poesia, sei la)eu me surpriendo mais!!!!!!!!!
essa figura é muito talentoso!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
ja tinha presenciado alguns ditos dele mais ñ sabia que isso era serio e agora vejo que é!!!!!!
bem, meus parabens e continue assim!!!!!!!!!!!!!!

Nobre Epígono disse...

E quem disse que eu não comento, rapaz?!

São palavras simples, versos enfeitados...
Luz que toca nos pensamentos...
e nos ventos balançam seus sentimentos... Ao tempo, que tudo define e tudo mostra.
Como uma criança que em um sorriso se encosta,
mostra a face verdadeira de autor, levado ao amor incondicional de um personagem em sua vida!

O dia!Dia D? (risos)
Que todos os dias D, sejam repletos de versos e sentimentos honrados!

Criaturas não entendem o valor de uma amizade!

Um grande abraço, meu amigo.

x)

manias de ventania disse...

bom ,dia , bom dia !!será que o dia vai ser bom ?!e a cada dia eu me surpreendo com o enlace de suas idéias !
bom dia!