quinta-feira, 28 de maio de 2009

Ratos

Eis que de um lodo
nasce
este que aos olhos transmite um pudor
cospe na lama
lambe o esgoto
mira no resto um porvir frutuoso

caneletas e canais
canos de pvc
de concreto
o meu teto é o breu noturno
vide o roto
que do resto
renascerei como um rei.


2009.Todos os direitos reservados.

2 comentários:

Arthur Dantas disse...

[bonequinho azul pulando]

posso ser teu fã número 1?

Nobre Epígono disse...

Rato.. Ratinho.. Você sabe bem quão importância ele tem para mim, né? Preciso nem falar mais nada.

Rato!

;D