quinta-feira, 11 de outubro de 2007

FRUSTRANTE.

Isto aqui nada mais é, que a falta que me falta ter,
nada mais é, que a persistência minha de jamais deixar um branco vazio.

Isto é nada.E o que é?

É o pulo do alto da ponte.
É um ponto no meio da frase.
É o corte talhando a carne.
É um corpo estirado na pista.

Nada disto.É apenas a minha frustração.

2 comentários:

Nobre Epígono disse...

=)

Vi seu comentário no meu... Ai, ai. Que coisa, né?!

=PP

Abraço!

E sua participação vou cobrar uma taxazinha, okay?Hunf!

Poemas & Ventanias disse...

uhmmm... lindo..encantador...mais encantado que dor...

amo tudo que escreve...
amo teu sorriso...
amo tua alegria...
amo tua força...
amo a força que me dás...
perfeito...mágico e perfeito
tua amiga de sempre...

beijus poéticos na alma poética...

Du/luna Domeneghetti