sexta-feira, 23 de março de 2007

RAZÃO...



Definir uma razão
Que nos diga alguma coisa
Seja ela tão louca quanto a própria loucura
Assim seja!
Numa exclamação que interroga
Que roga, com a euforia dos fanáticos.
A prece!
Com a pressa dos revoltos
Tão soltos
Quanto as linhas que escrevo


© 2007 by Danilo Cândido

3 comentários:

izac disse...

ei eu ja naum sei o que dizer pois, me falta palavras para elogiar e dizer a minha adimiraçao por esse poeta tão talentoso!!em fim eu fico sempre mais adimirado com tanto talento que existe em uma so pessoa!!bem eu nunca cansarei de dizer :PARABENS!!e que sempre me surprienda!!vc é o cara!!

Nobre Epígono disse...

Não entendi esse poema. Depois me explica?

Tipo, a ligação dele com a foto.

^^

x)

manias de ventania disse...

mania de procurar o racional nas coisas mais abstratas e a loucura sempre vem junto e a geniosidade tbm .
grande abraço , muitas idéias embaralhadas pra vc e bowa sorte moço .