quarta-feira, 7 de março de 2007

GRITO EM SILÊNCIO




Com efeito ou sem...a letra se faz
Mentalmente se faz...querendo dizer
Não apenas dizer, querendo ser voz que grita
Gritar pensamentos, soar cantos...de liberdade
Chorar vidas, verdades que sejam verdades
Sair por aí em desatino
Ser próprio, o próprio destino
Desterrar o poeta que se esconde...
Sonhar e sonhar, tão longe, que nem possa ver...
Mas ver o que vai ser quando virar beleza escrita
Enquanto não se grita...se pensa
Enquanto se pensa, quase se grita...em silêncio de poesia.


Copyright © 2007 by Danilo Cândido Todos os direitos reservados ao autor

#QUADRO: "O GRITO" DE EDUARD MUNCH.

Um comentário:

Nobre Epígono disse...

xP

Estava eu aqui, de frente a este computador de última tecnologia, escrevendo coisas "sem sentido". Se for pra escrever coisas "sem sentido", melhor eu criar o meu blogspot! (risos)

Entendeu? Não? Pff...

Está na hora de eu ativar minha contaaaaaaaaa, e escrever TUDO QUE EU QUISER!

xP

x)

Ótimas imagens que você está expondo. ^^